Search

Anne Frank

Relendo esse livro e compreendendo um pouco mais a espiral da humanidade. Fico estarrecida quando me deparo com a cegueira frente aos mais nocivos planos e argumentos, mas compreendo. Respiro e me lembro do livre-arbítrio e da auto responsabilidade.

E ontem ao rever a questão do ego e do Eu Real ficou claro o papel do sentir em nossas vidas. Sensor do caminho ❤️

Intelecto sem emoção de nada serve. Mesmo se for necessária a urgência de uma ação, por pura praticidade, corremos o risco do engano. E podemos colocar em risco a vida e tudo o que ela proporciona de experiências. Como num videogame...game over.

Estar ancorada e consciente para tomar as decisões, se responsabilizando pela escolha é muito mais enriquecedor e gratificante do que ir de acordo com a maioria e depois se arrepender.

Despertar muitas vezes nos faz sentir solitários no caminho, mas traz amadurecimento do ser e das idéias. Meu mestre interior, a Luz que ilumina o caminho.